Rosário de Nossa Senhora

Meditação dos mistérios gozosos

† Em nome do Pai, † e do Filho, † e do Espírito Santo

Divino Jesus, nós Vos oferecemos este terço que vamos rezar, meditando nos mistérios da nossa redenção. Concedei-nos, por intercessão da Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, as virtudes que nos são necessárias para bem rezá-lo e a graça de ganharmos as indulgências desta santa devoção. Oferecemos, particularmente, em desagravo dos pecados cometidos contra o Santíssimo Coração de Jesus e Imaculado Coração de Maria, pela paz do mundo, pela conversão dos pecadores, pelas almas do Purgatório, pelas intenções do Santo Padre, pelo aumento e santificação do Clero, pelo nosso Vigário, pela santificação das famílias, pelas Missões, pelos doentes, pelos agonizantes, por aqueles que pediram nossas orações, por todas as nossas intenções particulares e pelo Brasil.

Creio em Deus Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra, e em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu à mansão dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos céus, está sentado à direita de Deus Pai todo poderoso, donde há de vir julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo, na Santa Igreja Católica, na comunhão dos santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne e na vida eterna. Amém.

Três ave-marias em honra da pureza de Nossa Senhora

Ave maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte, amém. Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos à vós. (3x)

  • Anunciação do Anjo à Nossa Senhora:

No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia chamada Nazaré.
Foi a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José, que era descendente de Davi. E o nome da virgem era Maria.
O anjo entrou onde ela estava, e disse: "Alegre-se, cheia de graça! O Senhor está com você!"
Ouvindo isso, Maria ficou preocupada, e perguntava a si mesma o que a saudação queria dizer.
O anjo disse: "Não tenha medo, Maria, porque você encontrou graça diante de Deus.
Eis que você vai ficar grávida, terá um filho, e dará a ele o nome de Jesus.
Ele será grande, e será chamado Filho do Altíssimo. E o Senhor dará a ele o trono de seu pai Davi,
e ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó. E o seu reino não terá fim."
Maria perguntou ao anjo: "Como vai acontecer isso, se não vivo com nenhum homem?"
O anjo respondeu: "O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com sua sombra. por isso, o Santo que vai nascer de você será chamado Filho de Deus.
Olhe a sua parenta Isabel: apesar da sua velhice, ela concebeu um filho. Aquela que era considerada estéril, já faz seis meses que está grávida.
Para Deus nada é impossível."
Maria disse: "Eis a escrava do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra." E o anjo a deixou.

  • Visita de Nossa Senhora a sua prima Isabel:

Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança se agitou no seu ventre, e Isabel ficou cheia do Espírito Santo.
Com um grande grito exclamou: "Você é bendita entre as mulheres, e é bendito o fruto do seu ventre!
Como posso merecer que a mãe do meu Senhor venha me visitar?
Logo que a sua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança saltou de alegria no meu ventre.
Bem-aventurada aquela que acreditou, porque vai acontecer o que o Senhor lhe prometeu."
Então Maria disse: "Minha alma proclama a grandeza do Senhor,
meu espírito se alegra em Deus, meu salvador,
porque olhou para a humilhação de sua serva. Doravante todas as gerações me felicitarão,
porque o Todo-poderoso realizou grandes obras em meu favor: seu nome é santo,
e sua misericórdia chega aos que o temem, de geração em geração.
Ele realiza proezas com seu braço: dispersa os soberbos de coração,
derruba do trono os poderosos e eleva os humildes;
aos famintos enche de bens, e despede os ricos de mãos vazias.
Socorre Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia,
conforme prometera aos nossos pais - em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre."
Maria ficou três meses com Isabel; e depois voltou para casa.

  • Nascimento de Jesus

Enquanto estavam em Belém, se completaram os dias para o parto, e Maria deu à luz o seu filho primogênito. Ela o enfaixou, e o colocou na manjedoura, pois não havia lugar para eles dentro da casa.
Naquela região havia pastores, que passavam a noite nos campos, tomando conta do rebanho.
Um anjo do Senhor apareceu aos pastores; a glória do Senhor os envolveu em luz, e eles ficaram com muito medo.
Mas o anjo disse aos pastores: "Não tenham medo! Eu anuncio para vocês a Boa Notícia, que será uma grande alegria para todo o povo:
hoje, na cidade de Davi, nasceu para vocês um Salvador, que é o Messias, o Senhor.
Isto lhes servirá de sinal: vocês encontrarão um recém-nascido, envolto em faixas e deitado na manjedoura."
De repente, juntou-se ao anjo uma grande multidão de anjos. Cantavam louvores a Deus, dizendo:
"Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens por ele amados."
Quando os anjos se afastaram, voltando para o céu, os pastores combinaram entre si: "Vamos a Belém, ver esse acontecimento que o Senhor nos revelou."
Foram então, às pressas, e encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado na manjedoura.
Tendo-o visto, contaram o que o anjo lhes anunciara sobre o menino.
E todos os que ouviam os pastores, ficaram maravilhados com aquilo que contavam.
Maria, porém, conservava todos esses fatos, e meditava sobre eles em seu coração.

  • Apresentação de Jesus no Templo

Quando se completaram os oito dias para a circuncisão do menino, deram-lhe o nome de Jesus, como fora chamado pelo anjo anjo, antes de ser concebido.
Terminados os dias da purificação deles, conforme a Lei de Moisés, levaram o menino para Jerusalém, a fim de apresentá-lo ao Senhor, conforme está escrito na Lei do Senhor: "Todo primogênito de sexo masculino será consagrado ao Senhor."
Foram também para oferecer em sacrifício um par de rolas ou dois pombinhos, conforme ordena a Lei do Senhor.
Havia em Jerusalém um homem chamado Simeão. Era justo e piedoso. Esperava a consolação de Israel, e o espírito Santo estava com ele.
O Espírito Santo tinha revelado a Simeão que ele não morreria sem primeiro ver o Messias prometido pelo Senhor.
Movido pelo Espírito, Simeão foi ao Templo. Quando os pais levaram o menino Jesus, para cumprirem as prescrições da Lei a respeito dele,
Simeão tomou o menino nos braços, e louvou a Deus, dizendo:
"Agora, Senhor, conforme a tua promessa, podes deixar o teu servo partir em paz.
Porque meus olhos viram a tua salvação, que preparaste diante de todos os povos:
luz para iluminar as nações e glória do teu povo, Israel."
O pai e a mãe estavam maravilhados com o que se dizia do menino.
Simeão os abençoou, e disse a Maria, mãe do menino: "Eis que este menino vai ser causa de queda e elevação de muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição.
Quanto a você, uma espada há de atravessar-lhe a alma. Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações."

  • Contas menores:

Ave maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte, amém. (X10)

Glória pai, ao Filho, e o Espírito Santo. Como era no princípio, agora e sempre, amém.

Ó, Meu Jesus, perdoai-nos, Livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o céu, e socorrei principalmente as que mais precisarem, amem!

Agradecimentos
Infinitas graças vos damos, Soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos Liberais. Dignai-vos agora e para sempre tomar-nos debaixo de vosso poderoso amparo e para mais vos obrigar vos saudamos com uma Salve Rainha:

Salve Rainha, Mãe de Misericórdia, vida, doçura, esperança nossa, salve!
A vós bradamos, os degredados filhos de Eva; a vós suspiramos gemendo e chorando neste vale de lágrimas.
Eia, pois, advogada nossa esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei, e depois deste desterro nos mostrai a Jesus, bendito fruto do vosso ventre, ó Clemente, ó Piedosa, ó Doce, sempre virgem Maria.

Rogai por nós, Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License